o mar do poeta

o mar do poeta

o mar do poeta

o mar do poeta

quinta-feira, março 17

SUAN BANGKRUT BEACH RESORT



O Gulf da Tailândia possue imensas praias, tanto no lado Oeste como do lado Este, muitas das quais já frequentadas pelo articulista, desta vez, o destino para as curtas férias foi a praia de  Baan  Grood.


Ficando alojado no Suan Bangkrut Beach Resort



Um resort maravilhoso com a praia a 20 metros do bangalow



Um bangalow excelente, com dois quartos, uma sala e um alpendre enorme, no meio de uma maravilhoso jardim cheio de palmeiras e de lindas árvores, cujas flores aromatizavam todo o local







O articulista no alpendre do bangalow

O bangalow onde ficamos, o B 4 




Um dos quartos
A sala de estar




O outro quarto

Como se pode ver pelas fotos o local é maravilhoso, a praia é bem extensa, são dezenas de quilometros de praia, de finas e brancas areias, o clima estava óptimo e o resorte disponha de cadeiras e mesas na praia para seus hospedes poderem disfrutar da natureza.


O articulista no alpendre do bangalow



O resort tinha à disposição de seus clientes algumas bicicletas que podiam ser usadas gratuitamente, bem como uma bela piscina.



O articulista tomando o pequeno almoço



O articulista passeando seu canito pela praia


O articulista indo dar um passeio pela imensa praia.
















Uma vista parcial da imensa praia







O articulista não se aventurou a tomar banho, embora o mar estivesse calmo, reservou-se somente a molhar os pés e não só


Uma estrada sem fim à viata que dá para muitas praias mais a Sul

Ao longo da praia encontram-se dezenas de modernos e belos bangalow para todos os gostos e possibilidades económicas, bem como muitos restaurantes e alguns bares, mas bares limpos, sem aquela música extravagante nem donzelas procurando companhia por algumas horas.



Um táxi muito original



Vista do resorte onde o articulista se encontrava, se podia ver este imenso mosteiro budista no topo da serra, mosteiro esse que o articulista no segundo dia de sua estada, foi visitar, para além do deslumbrante mosteiro se pode ter uma vista magniifica de toda aquela bela e imensa área.




O cantor José Cid, eternizou esta bela canção CABANA JUNTO Á PRAIA, o articulista e família ficou numa mesmo a 10 metros do mar, e o amor esse presente sempre estava, com a porta aberta ou fechada.

3 comentários:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Estimado confrade e amigo António Cambeta!
Agradeço sobremaneira sua gentileza em compartilhar conosco nos apresentando fotografias espetaculares, que desvelam sem titubear a deslumbrante paisagem do local que você ficou hospedado nas suas férias!!!! O seu viés arguto e erudito nos possibilita também conhecer lugares que são tão distantes do nosso cotidiano e também objeto de desejo para desfrutá-los!!!!
Já estava com saudades das suas imperdíveis matérias!!!!!
Caloroso abraço! Saudações viajantes!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP
Brasil

Pedro Coimbra disse...

Um local muito desagradável :))
Como é normal na Tailândia.
Já nem volto a perguntar como correram as férias.
Está aqui tudo.

Catarina disse...

Quando penso nesses locais, penso em paisagens lindíssimas, gastronomia a condizer, serenidade, relaxamento. Por aqui, os destinos mais comuns para umas férias desse género são a República Dominicana, Cuba (esta ilha não conheço), México, Bahamas, Honduras, Jamaica, etc. Tranquilidade aqui? Não. Mas não deixam de ser locais atraentes. O “all inclusive” é o normal neste pacote de férias de forma que as férias são verdadeiras férias. Não se cozinha, não há tarefas domésticas a executar...